Nesse artigo falaremos sobre uma condição que deixa principalmente o público masculino muito amedrontado: a impotência sexual. Infelizmente, cerca de 25 milhões de pessoas sofrem com esse quadro.

Apesar do que muitos acham, a disfunção erétil ou impotência sexual pode ocorrer em qualquer idade e não só em períodos mais avançados da vida. Mas ainda assim, é um tabu falar sobre isso entre os homens.

As causas para isso são variadas, indo desde hábitos ruins, como fumo, a predisposição genética para o problema. A boa notícia é que esse quadro pode ser evitado e possui tratamento.

Um dos famosos é o uso do medicamento Tadalafila, sobre o qual falaremos mais a frente. Mas já fique com esse nome na cabeça, você verá como esse fármaco pode ser poderoso.

Se interessou pelo assunto e quer saber mais? Então continue lendo o artigo até o final e aprenda muito mais sobre impotência sexual. Boa leitura!

O que é?

Para começo de conversa, vamos entender do que se trata a impotência sexual. Apesar de muitos já terem uma ideia do que é isso, outros podem não ter total clareza sobre o assunto.

A impotência sexual é caracterizada pela incapacidade do homem em deixar o pênis ereto durante o estímulo sexual. Lembrando que isso pode acontecer uma vez ou outra, ok? É normal!

Porém, quando o individuo começa a falhar sempre, se torna preocupante. Como já dissemos, as razões para isso são diversas, mas o mais comum são os fatores psicológicos. Confira.

tadalafila, sidenafila

Causas da impotência sexual

  • Fumo
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Obesidade
  • Alcoolismo
  • Medicamentos em excesso
  • Traumas
  • Medo
  • Frustrações
  • Diabetes
  • Doenças renais
  • Doenças nos vasos sanguíneos
  • Arteriosclerose
  • Esclerose múltipla

Principais sintomas

Como já foi falado, o principal sintoma da impotência sexual é a incapacidade de ereção. Mas antes de chegar a esse ponto, o homem pode sofrer com alguns outros eventos.

Se você acha que esse é o seu caso e pode estar apresentando alguns sinais desse problema, observe os principais sintomas que vamos listar abaixo e veja se algum deles se encaixa.

  • Pênis mais flácido durante ereção
  • Necessidade de muita concentração para deixar o pênis ereto
  • Redução do desejo sexual
  • Ejaculação precoce ou tardia
  • Ereções espontâneas reduzidas (aquelas que se tem ao acordar, por exemplo)
  • Perda da ereção durante a relação pela simples troca de posição
  • Redução do tamanho do pênis ou testículos
  • Aparecimento de calombos no pênis
  • Cansaço extremo durante relação sexual

Como é feito o diagnóstico?

O ideal é que, se houve identificação da sua parte com os sintomas listados no tópico anterior, procure um urologista especializado no assunto para confirmar o diagnóstico.

Durante a consulta, outros fatores também serão levados em conta, como histórico de doenças na família, vida social, vida sexual, entre outros.

Tudo isso para que seja confirmado um quadro de impotência e a raiz do problema seja tratada também.

Apesar de ser difícil para os homens falar sobre o assunto, é necessário que seja o mais sincero possível para ajudar o médico a solucionar o problema em questão.

Tratamento

Falaremos agora sobre as abordagens mais comuns no tratamento da impotência sexual. Porém, é válido salientar que é possível sim prevenir o quadro. Mas como?!

Bom, inicialmente, você deve sempre lidar com qualquer tipo de emoção que possa perturbar sua mente. Pois, como vimos, os fatores psicológicos são os principais causadores de quadros como esse. Livre-se de preocupações!

Continuando, você pode usar medicamentos manipulados que ajam aumentando a testosterona e estimulando a libido, como é o caso do Tribulus Terrestris, Maca Peruana, Tadalafila etc.

Aliando essas duas dicas acima e eliminando qualquer hábito ruim que se tenha – como o fumo – dificilmente você se tornará impotente sexualmente.

Medicamentos

Agora, se você já possui a confirmação do diagnóstico de impotência sexual e precisa tratar o problema de forma mais séria, será necessário o uso de medicamentos específicos e uma abordagem terapêutica para encontrar a causa.

Os medicamentos mais utilizados nesse caso são:

Se você é um bom observador, deve ter notado que a Tadalafila apareceu tanto na lista de medicamentos para prevenção como tratamento. Mas por que isso?!

Antes de qualquer coisa, saiba que esta é uma substância que tem seu uso liberado pela ANVISA e atua aumentando a quantidade de óxido nítrico (gás naturalmente presente no corpo) no pênis durante a ereção.

Em resumo, ele irá agir potencializando o fluxo sanguíneo no corpo cavernoso do pênis, o que o deixará rígido por mais tempo, levando o homem a uma ejaculação saudável.

tadalafila, sidenafila

Outras formas de tratar a impotência sexual

Além do uso de medicamentos (dê sempre preferência aos manipulados nesses casos), o homem com disfunção erétil também pode recorrer a outras formas de tratar esse problema.

Uma delas é a reposição hormonal por meio de adesivos subcutâneos, cápsulas ou injeções. Eles normalmente contam com testosterona sintética e seus derivados, um dos hormônios responsáveis pela virilidade do homem.

Outro tratamento bem interessante é o uso de aparelhos ou bombas a vácuo. São dispositivos cilíndricos com um anel constritivo na extremidade, onde será encaixada a base do pênis.

Eles são capazes de originar e até mesmo manter uma ereção. Por não se tratar de um procedimento muito prático, este tratamento é indicado somente para homens que não podem ser tratados com remédios.

Por último e não menos importante, não podemos esquecer do poder do acompanhamento psicológico nesses casos. É isso que vai fazer com que possa desfrutar de uma vida sexual sem preocupações.

Conclusão

Podemos concluir que a impotência sexual é um problema que vem afetando muitos brasileiros, mas poucos possuem abertura para falar sobre o assunto com outros homens e até mesmo com seus médicos.

Saiba que na Físico Farma, você possui total liberdade para discorrer acerca disso e se informar a respeito das melhores doses de medicamentos e suplementos de acordo com sua necessidade.